Casa Incubo: transformando container em lar

Vamos falar novamente de containers… Lembra daquele post que a gente conversou sobre como transformá-los em casas, escritórios, restaurantes? Pois hoje iremos analisar um projeto específico: a Casa Incubo.

 

Casa Incubo, com os containers dispostos respeitando o Cedro que já existia no terreno. (Fonte: Homedit).
Casa Incubo, com os containers dispostos respeitando o Cedro que já existia no terreno. (Fonte: Homedit).

 

Situada na Costa Rica, esta residência pertence a uma fotógrafa, que queria uma edificação capaz de unir sua casa e seu lugar de trabalho.

A arquiteta Maria Jose Trejos assumiu o desafio! Transformou 8 containers em ambientes flexíveis, com ênfase em espaços abertos.

 

(Fonte: alterado do Archdaily).
(Fonte: alterado do Archdaily).

 

No térreo, a arquiteta criou um grande salão aberto, de pé direito duplo e muita luz natural, que funciona como área social, de estudo ou como galeria e pode ser ajustado de acordo com as necessidades da proprietária.

 

Sala de pé direito duplo. Como é composta por containers, a Casa Incubo possui um aspecto industrial, que é amenizado pelo seu interior aconchegante. (Fonte: Archdaily).
Como é composta por containers, a Casa Incubo possui um aspecto industrial, que é amenizado pelo seu interior aconchegante. (Fonte: Archdaily).

 

Integração dos espaços das salas. (Fonte: Homedit).
Integração dos espaços das salas. (Fonte: Homedit).

 

Um dos containers serve como galeria para exposições. (Fonte: Archdaily).
Um dos containers serve como galeria para exposições. (Fonte: Archdaily).

 

incubo09
As divisórias de vidro com portas de correr garantem flexibilidade aos espaços. (Fonte: Archdaily).

 

A sala de jantar e a cozinha também seguem o conceito aberto e dão vista para o deck com o Cedro que já existia no terreno. Como podemos observar nas plantas, os containers foram cuidadosamente dispostos em torno da árvore, quase que a abraçando. O resultado final é um projeto capaz de incorporar estes fatores naturais de forma bela e respeitosa. Até os galhos podados do Cedro foram aproveitados para fazer o pé da mesa de jantar.

 

Sala de Jantar e cozinha. (Fonte: Archdaily).
Sala de jantar e cozinha, abertas para o deck com cedro. (Fonte: Archdaily).

 

No segundo andar, a disposição dos containers permitiu a criação de um pórtico com um terraço. Este pórtico é envolto por um brise móvel de bambu, que serve tanto para dar privacidade aos usuários, quanto como elemento sombreador.

 

Corredor com generosas aberturas liga os quartos com a biblioteca. (Fonte: Homedit).
Corredor com generosas aberturas liga os quartos com a biblioteca e possui uma saída para a varanda. (Fonte: Homedit).

 

Brises de bambu funcionam como elemento sombreador e de privacidade. (Fonte: Archdaily).
Brises de bambu funcionam como elemento sombreador e de privacidade. (Fonte: Archdaily).

 

No último pavimento, há um solário, ideal para confraternizações ou para descanso.

 

A cobertura verde funciona como isolante térmico/acústico e como área de lazer. (Fonte: Archdaily).
A cobertura verde funciona como isolante térmico/acústico e como área de lazer. (Fonte: Archdaily).

 

Sustentabilidade na Casa Incubo:

Além de atender os desejos da moradora, a arquiteta adotou outras posturas sustentáveis na Casa Incubo. O fato de utilizar containers na construção exige maiores cuidados quanto ao isolamento térmico e acústico. As soluções adotadas para manter uma temperatura agradável no interior da residência, sem afetar a eficiência energética, foram o telhado verde e a ventilação cruzada. Além disso, o projeto também conta com o aproveitamento da iluminação natural, através das grandes aberturas, e coleta das águas pluviais.

 

Esquema com ventilação cruzada através de janelas altas; da cobertura refratária para não aumentar a carga térmica no interior da residência; e de coleta de águas pluviais. (Fonte: Archdaily).
Esquema com ventilação cruzada através de janelas altas; da cobertura refratária para não aumentar a carga térmica no interior da residência; e de coleta de águas pluviais. (Fonte: Archdaily).

 

Fontes:

ArchdailyHomedit

2 thoughts on “Casa Incubo: transformando container em lar

  1. Gostaria de melhores informações sobre este tipo de casas quero fazer para veraneio. Onde fica à empresa como posso entrar em contato?

    1. Oi, Aquiles!

      O Greentopia é apenas um blog informativo sobre arquitetura sustentável. Sabemos que há muitas empresas em todo o Brasil que prestam este tipo de serviço. Você vai precisar da localização do seu terreno (atenção com o custo do frete), tamanho da casa e tipo de acabamento que pretende. Se quiser saber mais sobre a construção e suas etapas, temos outro post sobre o assunto: http://greentopia.com.br/containers-como-arquitetura/ . Qualquer outra dúvida, estamos a disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *